porque um pequeno mal é um grande bem.


Photo

Aug 6, 2010
@ 5:11 pm
Permalink

A triste história de Pluto
Pluto é o animal de estimação do Mickey. Ele é um cachorro normal. Meio destrambelhado, mas normal. O seu dono é um rato. Um rato nada normal, que fala, dirige, cozinha, faz magia e tem melhor amigo, o Pateta. Esse, que por sinal, também é um cachorro. Mas um cachorro nada normal mesmo: além de falar, dirigir e cozinhar, ele namora uma vaca. E isso não é tudo. Além do rato que faz magia e do cachorro que namora uma vaca, tem também um papagaio malandro, um cavalo antropomórfico mecânico, dois esquilos trapalhões, um urso comilão e, entre centenas de outros animais anormais, um pato milhonário que é tio de um pato que se veste de marinheiro que namora uma pata que tem nome de flor. Todos falam. Todos dirigem, todos cozinham, todos fazem compras e todos praticam esportes de vez em quando. Menos o Pluto, que é apenas um cachorro. Um animal que, em meio a um mundo de animais civilizados que vivem como humanos, está fadado a viver como um simples cachorro. Pobre Pluto.

A triste história de Pluto

Pluto é o animal de estimação do Mickey. Ele é um cachorro normal. Meio destrambelhado, mas normal. O seu dono é um rato. Um rato nada normal, que fala, dirige, cozinha, faz magia e tem melhor amigo, o Pateta. Esse, que por sinal, também é um cachorro. Mas um cachorro nada normal mesmo: além de falar, dirigir e cozinhar, ele namora uma vaca. E isso não é tudo. Além do rato que faz magia e do cachorro que namora uma vaca, tem também um papagaio malandro, um cavalo antropomórfico mecânico, dois esquilos trapalhões, um urso comilão e, entre centenas de outros animais anormais, um pato milhonário que é tio de um pato que se veste de marinheiro que namora uma pata que tem nome de flor. Todos falam. Todos dirigem, todos cozinham, todos fazem compras e todos praticam esportes de vez em quando. Menos o Pluto, que é apenas um cachorro. Um animal que, em meio a um mundo de animais civilizados que vivem como humanos, está fadado a viver como um simples cachorro. Pobre Pluto.